“Nunca é tarde demais, ou, no meu caso, cedo demais para ser quem você quer ser. Não há limite de tempo, pare quando quiser”. O trecho do filme O Curioso Caso de Benjamin Button, de 2008, com direção de David Fincher, encaixa-se perfeitamente no objetivo do atleta mais experiente da Seleção Brasileira de Futebol na Olimpíada de Tóquio.

O personagem do filme nasce idoso e rejuvenesce à medida que o tempo passa.

Daniel Alves, de 38 anos, é o jogador mais vitorioso na história do futebol mundial – são 41 títulos na carreira. Entretanto, não ganhou todos que os gostaria. Dentre os que faltam, está a medalha olímpica. O lateral-direito e provável capitão da seleção em Tóquio, começa a sua jornada em busca de mais uma conquista nesta quinta-feira (22), às 8h30, no Estádio Internacional de Yokohama, contra a Alemanha.

Mesmo depois de tantas finais e estreias, o Benjamin Button brasileiro ainda sente frio na barriga antes de a bola rolar em sua primeira olimpíada.

Notícias em Destaque

Com EBC