A coordenação do Caps de Sumé informa que levando em consideração o contexto atual da pandemia do novo coronavírus, não será possível realizar a programação da Luta Antimanicomial de forma presencial.

Assim, o Caps de Sumé seguirá com a programação virtual da coordenação estadual, que este ano traz como tema “Fazer marchar a liberdade quando não se pode ir às ruas”.

O movimento virtual tem início nesta terça-feira, 12/05 às 15h, com a Live de Abertura no Instagram @lutaantimanicomial2020, a palestra será: “Luta Antimanicomial: Uma Política Necessária”, com Iaciara Mendes, Cida Ramos e Tibério Limeira.

No dia 14/05 – Live: “Questões sociais e saúde mental: visões e vivencias de um profissional da saúde mental, com Junior Eustáquio. No insta @lutaantimanicomial2020, às 14h.

15/05 – Live: “Luta antimanicomial e redução de danos, com Domiciano Siqueira, no insta @lutaantimanicomial2020, às 14h.

18/05 – Ato cultural antimanicomial, no insta @lutaantimanicomial2020, manhã e tarde. Live: “A reforma psiquiátrica e as memórias do cotidiano, com Leo Roque e Shirlene Queiroz, às 18h.

20/05 – Cannabis e Saúde Mental, com Júlio Américo, no insta @lutaantimanicomial2020, às 20h.

O Dia Nacional da Luta Antimanicomial é celebrado todos os anos em 18 de maio. O Movimento da Luta Antimanicomial se caracteriza pela luta aos direitos das pessoas com sofrimento mental. O Movimento da Luta antimanicomial faz lembrar que como todo cidadão estas pessoas têm o direito fundamental à liberdade, o direito a viver em sociedade, além do direto a receber cuidado e tratamento sem que para isto tenham que abrir mão de seu lugar de cidadãos.

“Embora não possamos estar juntos presencialmente, é importante a nossa participação para fortalecermos este movimento por uma sociedade sem manicômios”, enfatizou a coordenadora do Caps de Sumé, Lorena Marques.

Notícias em Destaque

Com Ascom/PMS